Economia

Biden pressiona CEOs para ajudar a impulsionar economias latino-americanas

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, fez um apelo nesta quinta-feira para que os líderes empresariais norte-americanos ajudem a impulsionar seu plano de parceria econômica ambientalmente sustentável com a América Latina, no primeiro dia completo da cúpula regional, estremecida por tensões criadas por conta da lista de convidados para o evento.

Ao discursar na conferência patrocinada pela Câmara de Comércio dos EUA em Los Angeles, Biden fez uma proposta para aumentar investimentos nas economias dos países ao sul dos Estados Unidos, estimulando a recuperação no pós-pandemia e ajudando a abordar as causas estruturais da imigração para os Estados Unidos.

A cúpula foi concebida como uma oportunidade para reafirmar a liderança dos EUA e contrapor o crescimento da influência econômica da China na região. Mas, a agenda de Biden foi atrapalhada por um boicote parcial de líderes que protestaram contra a exclusão de Cuba, Venezuela e Nicarágua do evento.

LEIA TAMBÉM: Bolsonaro sanciona lei de modernização cambial, que abre espaço para a entrada de fintechs nesse mercado

Dizendo aos executivos que eles têm um papel importante no futuro da região, Biden afirmou: “O setor privado pode agir com rapidez para mobilizar vastos volumes de capital de investimentos, o que será necessário para destravar um potencial enorme para o crescimento nesse hemisfério”.

A participação de Biden na quinta-feira inclui a sessão plenária de abertura da cúpula, muito focada em iniciativas de energia limpa, seguida por uma reunião formal com o presidente Jair Bolsonaro, conhecido por sua postura de ceticismo em relação às mudanças climáticas.

Biden destacou sua proposta, a “Parceria das Américas para a Prosperidade Econômica” à conferência, dizendo que seu objetivo é trazer as cadeias produtivas mais para perto de casa, reformar o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), agilizando investimentos e engrenando ações climáticas na região.

Mas o plano, que parece ser um trabalho em andamento, não apresenta detalhes específicos, não chega a oferecer a desoneração de tarifas e irá se focar inicialmente em países que já possuem acordos comerciais com os EUA.

LEIA TAMBÉM: Bolsonaro sanciona lei que exige seguro para entregadores de app; iFood diz já oferecer o recurso

Bolsonaro repete a Biden discurso sobre eleições auditáveis e defende soberania na Amazônia

Encontro de Bolsonaro e Biden, na Cúpula das Américas. Foto: REUTERS/Kevin Lamarque

Em seu primeiro encontro bilateral com o presidente norte-americano Joe Biden, o presidente Jair Bolsonaro reafirmou a fala de que quer eleições “limpas, transparentes e democráticas”, em momento em que o governo dos EUA já demonstrou preocupação com a retórica pouco democrática do brasileiro.

Em sua fala, Bolsonaro afirmou que chegou ao poder de forma democrática e quando sair do poder será também pela via democrática.

Pouco antes, Biden elogiou o Brasil como uma democracia vibrante com instituições eleitorais fortes. Bolsonaro tem repetidamente atacado ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O presidente também defendeu seus pontos de vista em relação à Amazônia, afirmando que país cuida bem da região, tem uma legislação rígida mas, por vezes, “se sente ameaçado em sua soberania na região.” Mesmo discurso do encontro virtual que teve com Biden na Cúpula do Clima, em 2021.

This post was last modified on junho 9, 2022 8:45 pm

Reuters

Share
Published by
Reuters

Recent Posts

Americanas em crise? Lemann compra fatia em fundo dos EUA com outros bilionários

A crise envolvendo a Americanas (AMER3), com uma dívida estimada de US$ 43 bilhões com…

janeiro 24, 2023

Microsoft: investidores buscam sinais de impacto da recessão em balanço

A desaceleração esperada no negócio de computação em nuvem da Microsoft (MSFT) está sendo uma…

janeiro 24, 2023

CEO do Google diz que demissões foram forma de evitar problemas ‘muito maiores’

O CEO do Google disse aos funcionários na segunda-feira (23) que as demissões foram uma…

janeiro 24, 2023

Microsoft inicia resultados de techs, que devem ter maior queda desde 2016

O índice Nasdaq 100, um termômetro do interesse do investidor por ações do setor de…

janeiro 23, 2023

O que a redução de novos unicórnios aponta para o futuro na América Latina

O ecossistema de startups na América Latina experimentou um boom nos últimos anos que levou…

janeiro 22, 2023

Startup Unico demite 10% da equipe um ano após receber aporte de US$ 100 mi

A startup Unico (ex-Acesso Digital) demitiu 10,5% de sua equipe, ou pouco mais de 100…

janeiro 20, 2023