EBANX conclui compra da fintech B2B Juno para impulsionar solução de pagamentos locais
Sede do EBANX em Curitiba, Paraná. Foto: EBANX/Divulgação

EBANX compra Remessa Online por R$ 1,2 bilhão

Com a aquisição, fintech amplia seu portfolio e corta caminho para se consolidar como uma verdadeira potência de pagamentos na América Latina

Read in englishLeer en español

O EBANX, fintech que processa pagamentos para empresas globais na América Latina e é dona do LABS, anunciou nesta quarta-feira a aquisição da Remessa Online, de remessas internacionais, em uma transação de US$ 229 milhões (R$ 1,2 bilhão). Com a aquisição, o EBANX amplia seu portfolio e corta caminho para se consolidar como uma verdadeira potência de pagamentos na América Latina.

Já a Remessa Online entra em uma nova fase, de expansão para além do Brasil. A fintech paulistana criada por Fernando Pavani, Alexandre Liuzzi e Marcio William é uma das cinco maiores empresas em quantidade de remessas registradas no Banco Central e responde, segundo ela própria, por um terço desse mercado no país.

Alexandre Liuzzi e Fernando Pavani, dois dos fundadores da Remessa Online. Foto: Divulgação.


A rodada de US$ 20 milhões levantada em junho do ano passado e liderada pela Kaszek, com participação de Kevin Efrusy, Bewater Ventures e MAR Ventures, ajudou a empresa a alcançar essas marcas mais rápido. Somente entre janeiro e abril deste ano, a empresa cresceu 94,46% em relação ao mesmo período de 2020.

LEIA TAMBÉM: E-commerce na América Latina terá crescimento de 37% em 2021, aponta estudo do EBANX

O sucesso com os clientes pessoa física levou também a empresa a começar a atender pequenas e médias empresas, produtores de conteúdo na Internet e profissionais da área de tecnologia. Ao fim deste ano, a Remessa Online deve atingir um volume de mais de R$ 21 bilhões movimentados desde a sua fundação, em 2016.

“Tudo o que a Remessa Online construiu nesses cinco anos de história foi focado em entregar as melhores soluções aos clientes que desejam operar internacionalmente, dentro de uma proposta que une transparência, eficiência e entendimento de suas reais necessidades, sejam pessoas ou empresas dos mais diferentes portes. Isto está totalmente alinhado com a nossa missão junto ao EBANX, de continuar transformando o ambiente de negócios no Brasil e no exterior”, afirmou Fernando Pavani, cofundador e CEO da Remessa Online. 

LEIA TAMBÉM: Amazon Prime Video no Peru terá pagamentos em Sol através da fintech brasileira EBANX

A empresa atende hoje mais de 350 mil clientes e tem investido, mais recentemente, em parcerias para crescer em alcance. Em julho deste ano, anunciou uma parceria com o Nubank, para oferecer aos mais de 48 milhões do banco digital o serviço de remessas. Na ocasião, a Remessa Online disse que esperava, por meio da parceria, alcançar 1 milhão de clientes até meio de 2022 e um crescimento de receita de 150% em 2022, mesmo ritmo de crescimento aguardado para 2021.

A Remessa Online é a segunda aquisição do EBANX, que, em outubro, anunciou a conclusão da aquisição da Juno, fintech B2B que fornece soluções de cobrança, pagamentos, conta digital e uma série de serviços bancários. O valor da operação não foi revelado na ocasião.

LEIA TAMBÉM: Vélez, na B3: “A gente quer que nossos clientes nos amem fanaticamente. Deu muito trabalho, mas se não tentássemos não estaríamos aqui.”

A aquisição da Remessa Online ocorre também após o EBANX levantar um aporte de US$ 430 milhões realizado pela Advent International, e investimentos da Lead Edge (via New York Avenue I LLC), Manzat Inversiones, GHS Holding Ltda e LTS Liquid Investments LLC (o mais novo fundo de Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira, em conjunto com Munib Islam, ex-chefe de investimentos da gestora Third Point).

“Estamos entusiasmados com a chegada da Remessa Online neste momento da história do EBANX. Acreditamos que a complementaridade de atuação permitirá atender melhor os clientes EBANX na América Latina, ao mesmo tempo que poderemos acelerar e expandir os planos da Remessa”, explica João Del Valle, cofundador e CEO do EBANX.