Categories: Negócios

AliExpress começa a enviar encomendas para Brasil por meio de um acordo com a Atlas Air

  • Os voos estão sendo fretados por uma parceria entre a filial de logística do grupo Alibaba, chamada Cainiao, e a intermediária de logística Sinotrans;
  • Segundo o portal especializado Air Cargo World, o primeiro voo frete da Cainiao para a América Latina chegou ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, na região de São Paulo, no dia 6 de junho;

Em entrevista ao LABS, Ken Huang, chefe da AliExpress na América Latina, disse que a empresa fechou um contrato para dois vôos semanais entre China e Brasil e Chile com a companhia aérea de cargas Atlas Air. A medida, segundo o executivo, tem como objetivo garantir o prazo de entrega das encomendas apesar dos reveses da pandemia do COVID-19.

LEIA TAMBÉM: Brasileiros planejam manter ou aumentar frequência de compras em plataformas internacionais de e-commerce

Os voos estão sendo fretados por uma parceria entre a filial de logística do grupo Alibaba, chamada Cainiao, e a intermediária de logística Sinotrans. Segundo o portal especializado Air Cargo World, o primeiro voo frete da Cainiao para a América Latina chegou ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, na região de São Paulo, no dia 6 de junho.

Apesar de não enfrentar restrições para entrar nos mercados latino-americanos, o tráfego de cargas foi indiretamente afetada pela drástica redução no transporte de passageiros. Isso aconteceu porque as encomendas feitas em site de comércio eletrônico internacionais geralmente são transportadas no andar inferior das aeronaves que transportam passageiros.

LEIA TAMBÉM: Novo estudo aponta para recuperação das vendas online no México após a pandemia

Contratos com companhias especializadas em cargas são uma solução temporária, mas que devem continuar por um bom tempo, já que se espera que o fluxo internacional de passageiros demore anos para voltar ao patamar anterior à pandemia. A Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) acredita que em 2025 a indústria aérea ainda será pelo menos 10% menor do que era 2019.

Em maio, a AliExpress lançou o AliExpress Direct, um novo serviço que coordena todas as compras e consolida os pedidos do mesmo usuário em uma única remessa.

A taxa do Direct é de US$ 3 (R$ 14), mas se o pagamento total exceder US$ 30 (R$ 140), a taxa do AliExpress Direct será gratuita. Atualmente, o novo serviço está disponível para a maioria dos produtos abaixo de US$ 10 (R$ 46).

This post was last modified on junho 29, 2020 8:32 am

Fabiane Ziolla Menezes

LABS Editor-in-chief has more than 15 years of experience reporting about business, finance, innovation, and cities. This last passion took her back to the classroom not long ago and made her a Master in Urban Management at PUCPR.

Share
Published by
Fabiane Ziolla Menezes

Recent Posts

“Tinder dos empregos”, Worc atrai rodada de R$ 20 milhões liderada pelo SoftBank

Startup focada no recrutamento e contratação de profissionais para o setor de foodservice criou plataforma…

dezembro 6, 2021

Após queda do WhatsApp e Instagram, Procon-SP multa Facebook em R$11 milhões

A multa é relacionada à falha que deixou os serviços da empresa fora do ar…

dezembro 6, 2021

Em busca de retenção, Banco Inter lança assinatura de games mobile

Banco digital criou Inter Arcade, programa de assinatura em parceria com a Bemobi que vai…

dezembro 6, 2021

Crescem esperanças de acordo entre Argentina e FMI e os temores de aperto fiscal

Argentinos temem o potencial impacto de um acordo sobre os gastos públicos, que têm sido…

dezembro 6, 2021

Brasil está atrasado nas políticas de incentivo à diversidade e inclusão em startups, aponta Dínamo

Mapeamento realizado pelo grupo compara políticas de inclusão brasileiras com modelos de outros países

dezembro 5, 2021

Nuvemshop adquire edtech com foco em e-commerce

Ecommerce na Pratica tem mais de 40 mil alunos atualmente. Valor da operação não foi…

dezembro 4, 2021