Negócios

Banco Inter aprova oferta de units de R$ 5,5 bi

De acordo com o documento, o follow-on tem a StoneCo como investidor âncora, com o compromisso de subscrever ações ordinárias e/ou units correspondentes à participação acionária de até 4,99% do capital social total do Inter

Banco Inter, Brasil
Foto: Divulgação/Inter
Read in english
  • Com base no preço fixado por unit, o montante total da oferta, incluindo o lote adicional, pode alcançar R$ 5,5 bilhões;
  • O SoftBank manifestou intenção de que poderá exercer seu direito de prioridade e, eventualmente, realizar um investimento adicional no Inter no âmbito da oferta.

O conselho de administração do Banco Inter aprovou oferta primária de units com esforços restritos da ordem de R$ 5,5 bilhões, segundo fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta terça-feira.

Cada unit é formada por 1 ação ordinária e 2 ações preferenciais de emissão do Inter. O preço por unit foi fixado no valor de R$ 57,84 e o preço por ação foi fixado no valor de R$ 19,28.

LEIA TAMBÉM: Banco Inter: reorganização societária para listar na Nasdaq e aporte da StoneCo

Com base no preço fixado por unit, o montante total da oferta, incluindo o lote adicional, pode alcançar R$ 5,5 bilhões. A divulgação do volume final da oferta está previsto para 24 de junho.

De acordo com o documento, o follow-on tem a StoneCo como investidor âncora, com o compromisso de subscrever ações ordinárias e/ou units correspondentes à participação acionária de até 4,99% do capital social total do Inter, limitado a um valor do investimento de R$ 2,5 bilhões.

Também, segundo o Inter, o Softbank, por meio de sua controlada, a LA BI Holdco LLC, investidor estratégico do Inter desde 2019, manifestou intenção de que poderá exercer seu direito de prioridade e, eventualmente, realizar um investimento adicional no Inter no âmbito da oferta.

LEIA TAMBÉM: COO do Inter diz que empresa navega no melhor dos mundos, da intersecção entre banco múltiplo e fintech

Bradesco BBI, BTG Pactual, Bank of America, Itaú BBA, JPMorgan e UBS BB são os coordenadores.