Negócios

B3 anuncia a aquisição da empresa de big data Neoway por R$1,8 bilhão

A aquisição é mais um passo da Bolsa na estratégia de acelerar seu crescimento em áreas complementares ao seu negócio principal

B3 bolsa de valores do Brasil
Foto: Alf Ribeiro/Shutterstock
Read in english

A operadora de infraestrutura de mercado B3 anunciou nesta terça-feira (19) que fechou a compra de 100% da empresa de big data e inteligência artificial Neoway por R$ 1,8 bilhão.

Segundo a B3, que havia anunciado as negociações para compra da Neoway na quinta-feira passada, a operação será paga com recursos do caixa. A aquisição é vista pela operadora como mais um passo na estratégia de “acelerar seu crescimento em áreas complementares ao seu negócio principal”.

LEIA TAMBÉM: B3 vai aportar R$600 mi em subsidiária de software para setor financeiro da Totvs

Com valor de R$ 1,8 bilhão, a transação é a maior aquisição da B3 desde 2017, quando a B3 se tornou a principal infraestrutura de mercado financeiro brasileiro. A Bolsa de valores oficial do Brasil promete reservar até R$ 200 milhões adicionais, nos próximos cinco anos, para investimentos estratégicos ligados ao crescimento da Neoway.

“Essa nova aquisição nos permitirá unir, de um lado, a experiência da Neoway em coletar, analisar e organizar dados de diferentes fontes, gerando valor agregado para clientes com produtos inovadores, e de outro lado, o capital, credibilidade e dados sobre mercado de capitais, veículos, imóveis e outros que só a B3 tem”, destaca o CEO da B3, Gilson Finkelsztain.

Dados e analytics têm sido uma fonte crescente de receita para bolsas internacionais, e acreditamos que, no caso da B3, esse negócio ganhará maior foco, velocidade e know how ao trazermos os talentos, track record e a bem-sucedida plataforma da Neoway

Gilson Finkelsztain, CEO da B3

Fundada em 2002, a Neoway lançou sua plataforma de big data em 2012, e é uma das líderes em dados, analytics e inteligência artificial no Brasil, com 450 funcionários, mais de 500 clientes B2B e projeção de receita líquida de aproximadamente R$ 190 milhões para 2022.

LEIA TAMBÉM: Coisa rara: estudo da B3 mostra que mulheres em cargos de liderança são minoria no Brasil

A estrutura de dados da Neoway é constituída a partir da coleta de bases de dados publicamente acessíveis, e seus produtos, entregues através do modelo SaaS (plataforma como serviço/assinatura), atendem demandas de diversas áreas: desde marketing e vendas até crédito, prevenção a fraudes e inteligência jurídica.

“A Neoway e a B3 compartilham valores e visões, incluindo nosso compromisso com um modelo de gestão que conte com diversidade, criatividade e inovação. Mais importante ainda, nos alinhamos em torno de uma ambição comum: a de escrever a história do mercado de dados no Brasil, com o propósito de democratizar dados e analytics e mover a economia. Com essa transação, conseguiremos ir muito além”, afirma o CEO da Neoway, Kadu Monguilhott.

A aquisição ainda precisa ser aprovada em assembleia pelos acionistas da B3 e depende da aprovação das autoridades concorrenciais brasileiras, da CVM e da verificação de outras condições usuais para esse tipo de negócio. Em comunicado à imprensa, a B3 informa que a Neoway seguirá como uma unidade autônoma e independente dentro do grupo. A sede da companhia de dados será mantida em Florianópolis.