Negócios

Mercado Livre oferece empregos de entrega terceirizados no México

O Mercado Livre disse que também está ampliando um programa no México para listar pequenas lojas, como de bebidas ou padarias, para armazenar e distribuir pacotes

Centro logístico do Mercado Livre. Divulgação/REUTERS.
Read in english
  • A empresa está reforçando sua rede de logística last mile;
  • No começo deste ano, o Mercado Livre começou a permitir que pessoas fizessem entregas com seus próprios carros na Cidade do México

A plataforma de e-commerce Mercado Livre está oferecendo empregos de entrega terceirizados no México, tentando fazê-lo em mais de 30 cidades até o fim do ano e depois também em outros países para acelerar as entregas, afirmou nesta quarta-feira.

A empresa está reforçando sua rede de logística last mile (a última etapa da entrega) nos últimos anos, incluindo uma frota de caminhões e quatro aviões, diante da forte concorrência de Amazon e Walmart.

LEIA TAMBÉM: Mercado Livre compra plataforma de entregas Kangu

No começo deste ano, começou a permitir que pessoas fizessem entregas com seus próprios carros na Cidade do México. Depois, expandiu para outras cinco cidades, com 1.200 entregadores registrados.

“Queremos diversificar nossos modelos diferentes de entrega last-mile”, disse Omar Rodríguez, diretor de logística da empresa no México, explicando que os empregos terceirizados pagam quase 1.000 pesos (49,50 dólares) por rotas de nove horas e permite que os trabalhadores façam seus próprios horários. O salário mínimo na maioria do México é de 141,70 pesos por dia.

LEIA TAMBÉM: Mercado Livre compra fatia de US$ 25 milhões da Aleph Group

A Amazon Flex oferece um programa similar nos EUA, pagando à maioria dos entregadores de 18 a 25 dólares por hora. A gigante de e-commerce foi criticada por usar trabalhadores terceirizados em vez de contratar funcionários com benefícios completos.

O Mercado Livre disse que também está ampliando um programa no México para listar pequenas lojas, como de bebidas ou padarias, para armazenar e distribuir pacotes, pagando uma comissão de até 10 pesos por pacote.

Mais de 1.000 lojas foram registradas para participar em 13 Estados no México, e o Mercado Livre disse que buscará incluir lojas no país inteiro até o fim do ano.