Negócios

TOTVS compra automatizadora de marketing digital RD Station por R$1,86 bi

A Totvs comprou 92% do capital da RD, avaliada em cerca de R$ 2 bilhões

Foto: REUTERS/Aluísio Alves
Read in english
  • Criada em 2011, a RD tem receita líquida prevista para 2021 de cerca de 206 milhões de reais;
  • A compra da RD, que já tem operações na Europa, abre nova frente para internacionalização da TOTVS.

TOTVS acertou a compra da empresa de programas de automação de marketing RD Station, com a desenvolvedora de softwares de gestão fazendo o maior negócio de sua história, fortalecendo sua aposta no negócio de performance empresarial.

O acordo anunciado nesta terça-feira prevê o pagamento de R$ 1,86 bilhão, sujeito a ajustes, a ser pago na conclusão da transação, por cerca de 92% do capital da RD, avaliada em cerca de R$ 2 bilhões. Criada em 2011, a RD tem receita líquida prevista para 2021 de cerca de 206 milhões de reais.

O anúncio ocorre quase quatro meses após sido vencida na tentativa de comprar a produtora de software para o varejo Linx, que acabou sendo adquirida pela empresa de pagamentos Stone por cerca de R$ 6,8 bilhões.

LEIA TAMBÉM: Linx faz parceria com Rappi para shoppings e anuncia pacote de apoio ao varejo

Segundo o presidente-executivo do Totvs, Dennis Herszkowicz, a companhia vai captar recursos para ajudar a pagar a operação, visto que seu caixa líquido era de cerca de um bilhão de reais no final de 2020. Mas o instrumento de captação ainda não foi definido.

Segundo o executivo, a Totvs segue atenta a chances de aquisições, dentro da estratégia de se reforçar nas áreas de recursos humanos, tecnologia financeira e performance empresarial.

“Não existe uma empresa no mercado que individualmente enderece todas as oportunidades de business performance. O M&A (fusões e aquisições) é para nós é uma arma permanente e vamos seguir essa rota”, disse ele à Reuters.

LEIA TAMBÉM: Magazine Luiza vai integrar marketplace que inclui Netshoes com sistema omnichannel da Linx

Ainda de acordo com Herszkowicz, a compra da RD, que já tem operações na Europa, abre nova frente para internacionalização da TOTVS. “A nossa capacidade de levar ofertas para outros países é muito maior”, concluiu.