Tecnologia

As empresas latino-americanas no ranking de crescimento mais rápido do Financial Times em 2021

O LABS selecionou as empresas de nova economia da América Latina que apareceram na lista

Pravaler HQ. Foto: Divulgação/Pravaler
Read in english

O Financial Times divulgou seu ranking de empresas que cresceram mais rápido nas Américas em 2021. A lista foi compilada com a empresa de pesquisa Statista e classifica os participantes de todas as Américas pela taxa composta de crescimento anual (CAGR) em receita entre 2016 e 2019.

LEIA TAMBÉM: Fintechs e bancos digitais lideram ranking de melhores bancos no Brasil segundo a Forbes

A maior parte da lista (quase 17 em cada 20 empresas) são dos Estados Unidos e do Canadá, mas a Colômbia tem 32 empresas no ranking, contra 30 do Brasil. Participante da lista, a fintech brasileira Pravaler (que opera com financiamento do Ensino Superior) duplicou o número de funcionários em dois anos, para 320, e teve um faturamento em 2020 de R$ 256 milhões. A expectativa para 2021 é de crescer esse valor em 20%, conforme Haroldo Carvalho, CFO do Pravaler, disse ao LABS.

Temos três FIDCs com R$1 bilhão sob gestão, reunindo aproximadamente 60 cotistas”, disse. Ainda que a empresa opere no mercado há quase 2 décadas, o crescimento acelerado nestes últimos dois anos se deu pela meta de atingir 1 milhão de alunos até 2025 e superar a marca de R$ 10 bilhões financiados. Até hoje, a empresa financiou 170 mil alunos e cerca de R$ 4 bilhões.

Para alcançar a meta, Carvalho disse que a empresa tem investido em maior penetração do financiamento da graduação, ofertando mais crédito para os alunos que não tem recursos suficientes cursarem faculdades privadas.

A fintech também tem trabalhado em soluções para o mercado B2B, com investimento na gestão e compra de carteiras de financiamento próprio das universidades. “É uma opção para as instituições de ensino que não conseguem gerir os próprios financiamentos, e para nós é uma via de crescimento rápido e sólido.”

Outro ponto atrelado ao crescimento é a ampliação do portfólio de produtos. “A ideia é expandir o portfólio e oferecer mais soluções que beneficiam alunos e instituições de ensino, como por exemplo o financiamento de cursos livres, que possuem menor duração e são altamente competitivos.”

E claro, as fusões e aquisições. No ano passado, o Pravaler estruturou uma equipe interna direcionada à estudar o mercado de educação e tecnologia, com objetivo de encontrar novas oportunidades de crescimento com M&A com empresas que tenham fit e complementam o portfólio de produtos do Pravaler. “Estarmos pela segunda vez neste ranking mostra que nossas estratégias estão alinhadas com as necessidades do mercado.”

O LABS selecionou as empresas de nova economia da América Latina que apareceram na lista. Confira:

  1. Shapermint (Trafilea Group) – Uruguai, E-commerce
  2. Light-It – Uruguai, Tecnologia
  3. Zinobe – Colômbia, Fintech
  4. Solo Network – Brasil, Tecnologia
  5. Coru – México, Fintech
  6. Haytek – Brasil, Saúde
  7. Plataforma 10 – Argentina, Viagens
  8. Valemobi – Brasil, Fintech
  9. Aivo – Argentina, Tecnologia
  10. DB1 – Brasil, Tecnologia
  11. Mercado Libre – Argentina, E-commerce
  12. Daitan Group – Brasil, Tecnologia
  13. BuySoft – Brasil, Tecnologia
  14. Moove It – Uruguai, Technologia
  15. Pravaler – Brasil, Fintech
  16. SMART – Colômbia, Tecnologia
  17. UruIT – Uruguai, Tecnologia