Tecnologia

TIVIT: investimento de R$ 200 milhões em computação em nuvem até 2025

A área de computação em nuvem se tornou a principal linha de negócios da companhia, com um crescimento de 24% desde o início da pandemia

Foto: Tivit/Divulgação

A multinacional brasileira de tecnologia TIVIT vai investir R$ 200 milhões em computação em nuvem até 2025, impulsionada pela forte demanda pelo serviço que pegou carona nas medidas de isolamento social. Segundo relatório da consultoria IDC Brasil, os gastos com infraestrutura e plataformas de nuvem pública no país devem atingir US$ 3 bilhões nesse ano, um aumento de 46,5% no comparativo com 2020.

Diante desse cenário, a empresa informou que a sua unidade de negócios em nuvem registrou crescimento de 150% em nuvem pública e aumento de 24% em sua receita desde o início da pandemia, tornando-se a linha de negócios mais representativa da empresa.

Os recursos serão destinados a diferentes frentes, como infraestrutura de tecnologia em nuvem privada, conectividade em nuvens públicas, pesquisa e desenvolvimento de produtos e serviços, certificações, aquisição e qualificação de talentos, ações de marketing, entre outros. R$ 60 milhões devem ser investidos ainda nesse ano.

LEIA TAMBÉM: O social commerce veio para ficar: o que as big techs vão fazer a respeito?

O foco da empresa este ano é sobre o setor financeiro. “Percebemos um movimento muito grande das instituições financeiras mais tradicionais com a migração de serviços para canais online ou com o lançamento de produtos nativamente digitais, além do crescimento das fintechs”, disse em comunicado, o diretor executivo da área de soluções de computação em nuvem da TIVIT, André Frederico.

“Toda a regulamentação que favorece os serviços de open banking impulsiona a adoção da nuvem”, acrescentou, se referindo ao sistema sendo implementado pelo Banco Central que dá aos clientes poder sobre compartilhamento de dados bancários e de escolha sobre transações, para elevar a concorrência.

LEIA TAMBÉM: Merqueo, de entrega de supermercado, estreia no Brasil e prevê investir US$ 20 milhões no primeiro ano de operação

No início de julho, a TIVIT adquiriu a Lambda3startup de desenvolvimento de software focada em produtos digitais e metodologias ágeis, por valor não divulgado.

Foi a sexta aquisição da TIVIT Ventures, braço de investimentos da empresa que conta com R$ 400 milhões para aquisições até 2025. A meta da TIVIT é adquirir até 10 startups por ano com foco em SaaS e trajetórias de forte crescimento e escalabilidade.