Brasil recebe primeiro lote de vacinas Pfizer pelo consórcio COVAX

Avião com 842 mil doses da vacina Pfizer chegou no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, no domingo à tarde

Vacina da Pfizer
Foto: Shutterstock
Read in english

O Brasil recebeu nesse domingo (20) um lote com 842 mil doses da vacina produzida pela farmacêutica americana Pfizer. É a primeira remessa da Pfizer que o país recebe por meio do consórcio global da Organização Mundial da Saúde (OMS), o COVAX Facilty

Até a chegada desse lote, o Brasil havia recebido cerca de 5 milhões de doses de vacina via COVAX; nos lotes anteriores, vieram vacinas da AstraZeneca/Oxford. Pelo contrato com o COVAX, o Brasil deverá receber 42,5 milhões de doses de vacinas até o fim do ano. 

LEIA TAMBÉM: Brasil chega a meio milhão de mortos por COVID-19

Além das doses da Pfizer recebidas via COVAX, o Brasil comprou outras 200 milhões de doses do imunizante, das quais já foram entregues 10,7 milhões de doses em 14 lotes. A estimativa é de que todas as doses contratadas pelo governo federal sejam entregues até o fim de 2021. 

Segundo dados do Our World in Data, da Universidade de Oxford, o Brasil já aplicou 85,3 milhões de doses de vacina contra o coronavírus (considerando a aplicação da primeira e da segunda dose). O número de brasileiros completamente imunizados representa apenas 11% da população; já os brasileiros parcialmente imunizados representam 17% da população. 

LEIA TAMBÉM: Exclusão digital: brasileiros mais pobres não conseguem auxílio emergencial

Ontem, o Brasil chegou à marca de 500 mil mortos por COVID-19, se tornando o segundo país do mundo a ultrapassar meio milhão de mortos em decorrência da doença.